6 de jan. de 2021

Prada Infusion d'Vetiver - Avaliação Perfume

 


Originalmente lançado como edição limitada em 2010, Infusion de Vetiver voltou em 2015 à reedição dos perfumes Infusion, que então passaram a ser uma linha. De certa forma não é a mesma fragrância, a impressão que fica usando na pele é que na verdade Daniela Andrier voltou ao tema e resolveu revisitar sua abordagem minimalista da temática do vetiver.

Enquanto a versão de 2010 era bem mais cítrica e com mais laranja/tangerina a de 2015 procura integrar a ideia do vetiver ao aroma powdery/terroso e delicado do infusion, trazendo uma assinatura olfativa da linha para a ideia. O gengibre é utilizado junto com o limão para criar um aroma cítrico e picante ao passo que o neroli acaba sendo trabalhado de maneira similar ao prada pour homme, algo limpo e com um quê de sabonete de luxo.

O vetiver domina a última fase da composição, se mostrando moderadamente terroso e amadeirado, uma interpretação luxosa e de fácil acesso do conceito. Talvez pelos contornos amadeirados da base esse parece ser um dos infusions mais fortes, ainda sim é um perfume discreto e que mantém a aura minimalista da coleção.