12 de fev. de 2021

Boticário Scent Lab Privée Pleasure Shot - Avaliação Perfume


Uma coleção voltada para uma consultoria olfativa e processo de auto-descoberta não estaria completa se não tivesse um perfume gourmand. Um dos gêneros mais apreciados nas últimas 2 décadas os perfumes de teor adocicado e gustativo continuam encantando e fazendo sucesso.

É apropriado que o Boticário lance um sob o nome Pleasure Shot, sintetizando no nome apelo do dose prazerosa que um aroma doce e cremoso oferece para muitas pessoas. Esse é um integrante interessante da coleção por ser tanto o clichê que esperamos quanto uma interpretação diferente da temática.

A parte clichê é justamente o aroma açúcarado, meio torrado e cremoso que a combinação de baunilha, açúcar queimado ou pralinê oferece nesse gênero. Ela é evidente em Pleasures Shot desde o começo, sendo modificado pelo toque cítrico da saída e pelas nuances frutadas vermelhas nos primeiros momentos.

A surpresa vêm quando o lado mais floriental surge, mostrando que não temos aqui apenas açúcar. A baunilha funciona de uma maneira sinérgica com as flores brancas, exaltando o aspecto sensual da combinação de ylang, jasmim e gardênia. 

Há um lado bem amadeirado também que quebra a doçura da saída e é como se madeiras e notas gourmands brigassem pela atenção até que em um momento elas viram uma coisa só, criando uma textura de madeira cremosa, caramelada e amendoada com um toque de âmbar e um aspecto gourmand meio amargo.

Pleasure Shot mostra que a Scent Lab Privée tem mais a oferecer do que é possível perceber durante a consultoria olfativa. As fragrâcias mais clichês da linha mostram complexidade e nuances que apenas se revelam com uso cuidadoso e que também mostram construções perfeitas para serem customizadas na consultoria.