22 de fev. de 2021

Guerlain L'Heure Bleue - Frasco Bouchon Coeur



Adaptado do Livro Fragrance Legends, Escrito por Michal Edwards

L'Heure Bleu foi a primeira das fragrâncias da Guerlain a ser vendida em um dos frascos mais icônicos da marca, o frasco Bouchon Coeur. A marca o utilizaria posteriormente para as fragrâncias Fol Arôme (1912) e Mitsouko (1919) e durante os anos de Guerra Mundial um raro lote de Shalimar também foi feito no mesmo frasco. Na época não era comum que cada fragrância tivesse seu frasco, as pessoas eram seduzidas primeiramente pelo aroma em si. A ideia de ser seduzido pelo design do frasco é algo relativamente moderno.

O Frasco Bouchon Coeur foi um dos primeiros a serem criados pelo designer Raymond Guerlain. É um dos primeiros a refletir o estilo Art Noveau dentro da marca, trazendo uma estética sensual, curvilínea e inspirada na natureza que se encaixaria perfeitamente com o estilo de estética da marca.

O frasco original foi produzido pela Baccarat e em seu catálogo era referenciado como "O Chapéu Gendarme" pois a tampa parecia remeter ao chapéu de um policial Francês. Hoje em dia é conhecido que a tampa na verdade não é um chapéu e sim um coração e que foi inspirada no romantismo da Belle Epoque.

Jacques Guerlain criou L'Heure Bleue para expressar o ânimo de um momento. Posteriormente ele escreveria as palavras a seguir para relembrar de suas emoções relacionadas à criação:
"O Sol tinha se pôs mas a noite ainda não caiu.
 É a hora incerta. Na luz de um azul profundo tudo (...) parece expressar o amor, o carinho e uma ternura infinita. De repente, o homem está em harmonia com o mundo das coisas, dentro de um momento, o momento do perfume".