5 de mar. de 2021

Amouage Gold Pour Femme - Avaliação Perfume

Amouage Gold é como uma criação dos anos 20 feita com a potência dos anos 80, o que dá a ele uma aura floral clássica, uma saída dramática e um rastro e evolução gigantescos. A composição de Guy Robert gira ao redor de vários acordes, mas por um bom tempo ela mantém um foco num trio de flores: rosa, jasmin e lírio do vale. 

A rosa representada em Gold é do tipo mais verde e amargo, levemente especiado, e é a primeira flor a se revelar na pele. Logo em seguida, vem um lírio do vale não indólico, similar ao encontrado do Gold Man só que aqui desacompanhado do animálico da civeta, que se mantém como elemento secundário nesse caso. 

A combinação já nesse momento remete a um Chanel No 5 sem aldeídos, impressão que se confirma conforme ele evolui na pele e apresenta um tipo de jasmim que remete e muito a versão do óleo corporal do Chanel No 5. O melhor momento de Gold é quando as flores começam a acalmar e o perfume se torna menos dramático e mais aconchegante, com um aroma terrosoda raiz de iris, um incenso de nuances amadeirados e uma base levemente amadeirada e adocicada também. 

Gold Woman me transmite toda a sofisticação que a maioria dos perfumes da grife me passa, entretanto o lírio do vale não me encanta. Para quem gosta de florais clássicos de boa fixação e rastro esse é um que vale a pena ser conferido.