5 de mar. de 2021

Amouage Gold Pour Homme - Avaliação Perfume

Gold Pour Homme é, de certa forma, um perfume de contra cultura e luxo extremo que começou a linha masculina de perfumes da grife árabe Amouage. Lançado em 1998, numa época onde a moda eram criações aquáticas e onde os perfumes gourmands estavam começando a se tornar mais populares Gold é criado como um perfume que não se encaixa em nenhuma dessas categorias, onde dinheiro não foi poupado para se criar um exuberante e rico aroma de nuances florais e animálicas que cercam a assinatura da casa, o incenso de olíbano. 

Gold é como uma interpretação olfativa barroca: dramática, ostentativa, complexa. E por isso é um perfume difícil de usar, um dos mais difíceis talvez dos que eu já tive chance de usar. A abertura é seu momento mais complicado, um acorde aldeídico e floral, um aroma atalcado quente, seco, quase animálico, com uma mistura de flores difíceis de serem separadas pelo cheiro, um misto de lírio do vale com rosa e jasmim. 

Conforme evolui as flores vão perdendo sua força lentamente e dando espaço para o aroma mais áustero do incenso, um incenso de aroma amadeirado, resinoso, mais seco em seu cheiro. De fundo é possível perceber uma base amadeirada e terrosa, que ajuda a sustentar o aspecto mais amadeirado do incenso e lhe dá nuances de um perfume chypre pela combinação de musgo, patchouli e raiz de iris. 

A versão atual de Gold Pour Homme parecer perder menos tempo na exuberância floral, atingindo mais rápido o precioso incenso, mas ainda sim é um perfume que exige pequenas doses e que parece mais restrito a um uso noturno, um daqueles poucos perfumes que de fato funciona bem melhor em uma ocasião de gala (muitos dos que parecem perfeitos para isso tbm funcionam também no cotidiano; não é o caso desse).