1 de mar. de 2021

Amouage Interlude Woman - Avaliação Perfume


Interlude Woman confirma minha impressão de que a Amouage resolveu correr riscos na interpretação do conceito "Caos e Harmonia" tanto na criação da versão masculina quanto da feminina da dupla.O Feminino acaba sendo dos dois o mais arriscado e ame ou odeie, mas para quem ama ele funciona de forma única e distinta. 

A fragrância é densa e isso faz parte da idéia caótica que ele deseja passar, com um perfume que tem aromas frutais, florais, musgosos, amadeirados, quase de tudo um pouco. Entretanto, há uma ordem nesse caos, uma melodia exótica que demanda tempo para ser entendida. Interlude me surpreende pela execução única da família chypre. Nunca senti nada como ele, aliando um aroma seco e musgoso a um acorde frutal bem suculento, quase açúcarado. 

Esse acorde frutal é o que domina a composição a princípio, um frutal que remete às vezes a kiwi, outras à carambola e também à geléia de damasco. A imortelle me parece ser a principal responsável por passar uma ideia de geléia de damasco na composição.  

Ao redor dela e do acorde frutal há um aroma floral seco, que remete ao cheiro de pólen de flores, e um acorde de café torrado, que fica mais rente a pele mas é perceptível quando sente-se o perfume de perto, misturado no aroma exótico da sempre-viva e das frutas. 

O aroma de musgo entra e sai de foco no perfume, juntamente com o aroma mais animálico do agarwood, em boa parte da fragrância mascarado pelos outros elementos mas tendo maior foco depois que o perfume evolui na pele. Há uma ultima fase, mais almiscarada e abaunilhada, que dá um final discretamente mais doce sem perder o aroma do musgo e parte da sempre-viva. 

Interlude woman é do tipo de perfume que apenas provando na pele é possível entender sua complexidade e facetas, e é necessário gostar de perfumes ousados e exóticos para gostar dele. Fixação excelente e ótimo rastro.