29 de mar. de 2021

Celine Haute Parfumerie Parade - Avaliação Perfume


Ainda que não seja uma grande conhecida do público a Celine é uma marca que existe no mundo da moda desde 1945. Fundada por Céline Vipiana e seu marido a marca nasceu com um posicionamento de luxo para o segmento de calçados infantis e somente 15 anos depois mudou para o mundo da moda feminina. Em 1964 a marca lançou seu primeiro perfume, Vent Fou. Entre 1987 e 1996 começou um processo de aquisição pela Louis Vuitton que tentou posicionar a marca na perfumaria comercial entre os anos de 1996 e 2006. E agora somente em 2018 o grupo tenta mais uma vez reposicionar a marca parisiene na perfumaria, dessa vez sob a direção de Heidi Slimane e com uma premissa de alta perfumaria.

Talvez nessa abordagem a coleção de fragrâncias da Celine seja mais bem sucedida, visto que coleções exclusivas tendem a funcionar melhor para o público que já conhece o universo da marca. Para a Haute Parfumerie a marca tenta capturar uma ideia de elegância francesa com um toque de alta costura, unificando todos os perfumes por uma assinatura olfativa atalcada.

Parade é a aposta da coleção em fragrâncias cítricas com um fundo de musk e com o aspecto atalcado da coleção. A ideia aqui é capturar uma aparência sóbria e chique, com um desfile de neroli, bergamota, musk e musgo. É justamente o que é entregue: a composição abre com um aroma bem refrescante de bergamota, evolui para um aspecto floral limpo e luminoso de neroli e logo ganha um toque amadeirado de vetiver. O musgo de carvalho é bem discreto, servindo apenas para acrescentar um toque úmido e levemente terroso. O musk domina a composição e dá um aspecto limpo a ela. Há um leve aspecto atalcado que envolve a ideia como se houvesse um uso não declarado de iris na composição. 

Parade faz sentido dentro de uma coleção exclusiva voltada para um público especifico mas para o mundo da perfumaria como um todo é apenas mais um cítrico aromático mediano. Não é dos mais caros a 190 euros um frasco mas também não é dos mais baratos. Entrega o que promete e não decepciona mas também não emociona.