10 de jun. de 2021

Nuancielo Evódia - Avaliação Perfume Contratipo (Baccarat Rouge 540)


Adquira o decant com 5% de desconto usando o PDDEGUIDO5: https://guidodecants.com.br/produtos/evodia-baccarat-rouge-540-nuancielo/

Avaliação em vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=ivW4nqiYrBA

De maneira geral os perfumes da Nuancielo costumam ter níveis de similaridade muito próximos ao original. Por isso quando soube do lançamento do perfume Evodia tinha altas expectativas, já que era um dos primeiros a desembarcar no Brasil com uma versão mais acessível do aroma ambarado do perfume Baccarat Rouge 540. Porém essa é uma das primeiras vezes que o Resultado da Nuancielo me deixou confuso e um pouco decepcionado inclusive.

A escolha do nome é estranha também. Evodia significaria em hebraico aquele que deseja boa viagem às pessoas. Seria um nome bíblico mas que não há muita relação com a ideia e proposta do perfume original em si.Ou poderia ser a fruta Evodia? De qualquer maneira não há muito sentido claro para a escolha do nome. E a reprodução me faz pensar em casos de harmonização facial que dá errado. Sabe quando e pessoa mantém sua essência facial porém a expressão fica congelada ou determinados traços são exagerados distorcidos? 

Evodia para mim é isso, uma tentativa de harmonização ou reprodução do Baccarat Rouge 540 que não deu muito certo se similaridade é o que você espera. Por ser um perfume relativamente simples em sua fórmula as diferenças ficam gritantes, principalmente na saída. A Nuancielo acaba exagerando o aroma doce da composição, parecendo substituir o maltol pelo etil maltol e dando um aroma de algodão doce que não é a essência do original. O Acorde de tagetes e açafrão parece distorcido também, trazendo um aspecto aromático que é mais medicinal que o original e que também remete a cheiro de plástico perfumado. Há algum elemento cítrico que tbm é exagerado na saída, dando um aroma limpo que não é parte do tradicional.

Passando os primeiros momentos o perfume então converge para algo similar a fórmula do original. Temos então o floral luminoso do jasmim em contraste com o aroma segunda pele e levemente salgado do ambroxan. O musgo de carvalho parece um pouco mais evidente que o original e parte do aspecto mineral do cedro se perde nessa versão. De maneira geral é possível perceber o DNA do Baccarat Rouge porém o grau de similaridade não é o que esperamos da Nuancielo, o que acaba desapontando um pouco. Se não é isso que você espera o perfume pode surpreender pelo aroma gourmand aveludado, ambarado e luminoso, desde que você tenha paciência para esperar a saída evoluir.