7 de jun. de 2021

Ohana Kameala Deusa - Avaliação Perfume


Fragrância disponível no site da marca. Use o cupom PERRELLA para ter 12% de desconto: https://www.ohanakameala.com.br/deusa-ohana-kameala-15ml


Quando imaginamos uma figura divina temos uma visão muitas vezes uma humanização do divino, transformando-o em uma impressão humana que seja capaz de traduzir aquilo que é inalcançável e difícil de ser entendido. E se você vai para fora do cristianismo e se adentra em outras religiões e culturas o divino pode adquirir diversas facetas e características.

Me peguei pensando nisso enquanto usava o perfume Deusa da Ohana Kameala na pele. Pelo nome esperaríamos um oriental potente ou um floral avassalador não? Ou talvez um chypre poderosíssimo ou um incenso místico. Mas no lugar disso temos em Deus algo harmônico, delicado e que chega para mim a personificar o feminino em sua visão idealizada nas artes.

Se essa é uma Deusa vejo nela Vênus, a Deus do amor. A Sabrina captura em Deus várias dessas facetas do que eu vejo em Vênus. Sua saída é harmoniosa, graciosa e delicada: o perfume equilibra um leve toque fresco que seria típico de um perfume masculino mas que aqui funciona muito bem com as flores cítricas e o leve toque de limão e tangerina.

A saída pode enganar você a pensar que a fragrância não é sensual ou poderosa. Seu poder vai se mostrando aos poucos, sem precisar forçar nada. Sempre mantendo a graciosidade. As notas adocicadas já começam a aparecer numa combinação de limão, flor de laranjeira e peônia. Nessa fase o perfume mostra um aroma limpo de sabonete caro, me remetendo ao aroma do dove. E enfim em sua última fase a doçura e sensualidade aparecem com uma fava tonka adocicada e com um leve toque de açúcar combinada a cremosidade amadeirada do sândalo. O almíscar traz maciez e conforto e o anis é bem sutil, como se essa Deusa não nos entregasse todos os mistérios dela. É uma fragrância divina de fato, talvez não da maneira divina que preconcebemos algo mas com uma harmonia e sutileza digno da Deusa do Amor.