15 de jun. de 2021

Perrella & Marcelle - Colônia Lancaster


Sobre a escritora: Marcelle Grêco é aromaterapeuta formada pelo Senac, especialista em perfumes e jornalista. Pós-graduada pela Fundação Getulio Vargas, tem passagens como repórter e editora pelas emissoras SBT, Globo e Redetv!. Agora, escreve, pesquisa e dá consultoria de perfumes e atende como aromaterapeuta. O canal dela no YouTube é o Marcelle Grêco. O Instagram é @grecomarcelle.


A colônia Lancaster é um clássico da perfumaria argentina. Ela foi lançada nos anos de 1960 e fez muito sucesso por aqui também. Quem me apresentou foi meu padrasto, que conheceu o perfume nos anos de 1970. Ele me contou que chegava à fábrica para trabalhar e virava a "atração" do local, por causa do cheiro. 


De fato, é potente e marcante. Não achei a colônia no site Fragrantica. Por isso, parti das minhas próprias percepções olfativas. O frasco que eu tenho não possui borrifador. Trata-se de um produto comprado recentemente. É uma versão nova e que, provavelmente, passou por muitas reformulações desde o seu lançamento.

O comportamento da colônia é linear, não evolui.Nos primeiros momentos, sinto um cítrico delicioso que vem do limão e da bergamota. A lavanda aparece para sustentar o aspecto colônia e é recebida por inusitadas notas quentes. 




Nesse momento de evolução, o aroma quente e seco do cravo se junta à canela. Há ainda um aroma amadeirado de sândalo, que sustenta a fragrância na sua última fase, acompanhada por um misterioso toque resinoso que remete a mel. Parece-me que vem do ládano. As notas aldeídicas  dão um toque limpo e de sabonete à composição. Ainda que Lancaster seja uma colônia tipicamente masculina, seu ar misterioso, sensual e sóbrio combina muito bem com mulheres mais abusadinhas... como eu!

Nenhum comentário: