9 de jun. de 2021

State of Mind Spontaneous Generosity - Avaliação do Perfume



Agradecimento à Luxury Brands pelo envio da amostra para avaliação. O perfume pode ser adquirido diretamente no site da importadora:



Ainda que o ritual do chá seja conhecido da civiliação humana há muitos séculos sua presença na perfumaria ocidental ainda é recente. A primeira fragrância que explorou a temática de chá foi apenas lançada em 1992, sendo a criação de Jean Claude Ellena para a marca Bvlgari com o perfume Au Thé Vert.

A State of Mind acaba se diferenciando por ir além de apenas explorar notas de chá em suas fragrâncias. A marca constrói sua imagem e experiência ao redor do simbolismo do chá. O próprio ritual de preparo e consumo do chá está relacionado a um estado meditativo e sonhos que envolvam a presença do chá são considerados de simbolismo de pureza. Segundo o sacerdote Murata Shuko do século XIV 4 valores são associadors ao ritual do chá: reverência, respeito, pureza e tranquilidade. Tais atributos e os estados de espiríto que estariam relacionados aos diferentes tipos de chá são capturados na jornada da State of Mind.

Spontaneous Generosity captura o conceito de modéstia e felicidade genuína, em um estado de espírito onde as pessoas são capazes de aproveitarem e serem generosas com o melhor que a vida lhes oferece. Para esse estado a marca utiliza o chá préto de assam da colheita de verão associado a um conceito de veludo rosa e uma base oriental ambarada onde tonka, benjoin, bálsamo do perú e caramelo possuem protagonismo.

O Chá Preto da região de Assam na Índia é conhecido por possuir 3 colheitas distintas ao longo do ano. O verão em Assam acontece ao redor da primeira e segunda colheitas e é como se essa fragrância tentasse capturar o lado mais leve e e subitamente floral da primeira colheita com o aroma mais ambarado, denso, robusto e maltado da segunda colheita.

Spontaneous Generosity tem de maneira evidente o toque mais defumado do chá preto (variedade oxidada do chá verde) porém como o próprio nome indica seu aroma flui de maneira espontânea e suave. Na saída as notas mais defumadas são equilibradas com um toque lactônico de figo. Nessa fase já é possível perceber o amendoado da fava tonka porém ele será mais evidente ao decorrer da evolução.

No coração é possível perceber a representação mais ambarada da segunda colheita do chá preto, representada aqui pelas notas resinosas e adocicadas do bálsamo do perú e benjoim. A fava tonka é levada numa direção mais seca e o toque defumado em contraste com a tonka me remete a uma abstração de tabaco de cachimbo. Na base isso fica ainda mais evidente com um leve aspecto de cereja.

As notas mais ambaradas e densas da composição são equilibradas por uma doçura caramelada e essa doçura caramelada encontra harmonia também nas resinas quentes da composição. O sândalo fecha a composição com um aroma amadeirado harmônico e que complementa bem o simbolismo espiritual dessa composição. Spontaneous Generosity não possui uma performance gigantesca mas seu perfume flui na pele durante o dia de uma maneira muito elegante e aconchegante, sendo uma grata surpresa.